Produtividade e trabalho em casa não combinam?


Quem já teve a oportunidade de trabalhar em casa sabe que isso pode ser um paraíso – ou um inferno, caso não consiga gerir sua produtividade corretamente. E o mais provável é que você tenha alguns problemas de produtividade no início, até se acostumar com as exigências da nova forma de trabalho. Então, se você já se perguntou por que não consegue ser tão produtivo trabalhando em sua casa, o blog Dinheiro Na Internet possui um artigo que pode ajudá-lo a entender como corrigir-se.


O artigo apresenta algumas das causas mais comuns: “são só mais alguns minutinhos na cama”, “posso trabalhar enquanto assisto TV” e “posso fazer isso mais tarde”. Essas são algumas das frases mais ditas por quem não precisa se preocupar com o horário para chegar no escritório. Pode parecer que o impacto delas será pequeno na rotina diária, mas quando acumulado o tempo desperdiçado devido a elas, percebe-se que deixar o escritório fora de casa para trabalhar em sua própria residência pode não ter sido uma boa ideia.


Aqui vai um trecho do artigo publicado em Dinheiro Na Internet: Não se trata de fracassar e sim de passar por um processo de adaptação, reconhecer seus erros e acertos e procurar melhorar sempre, buscar conhecimento e ideias de como aumentar a produtividade e adaptar cada uma delas ao seu dia a dia. Ser produtivo trata-se de construir hábitos, mas isso é assunto para outro post.


Leia o artigo original aqui.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Erros na gestão financeira mais cometidos aos 30 anos

O site Get Rich Slowly publicou um artigo interessante, sobre os erros que mais cometemos ao gerir nosso dinheiro na casa dos 30 anos. O artigo apresenta o ponto de vista de uma mulher casada que trabalha e é mãe de uma criança e apresenta suas reflexões a respeito do nosso perfil como consumidor que assumimos a partir dos 30 anos – principalmente quando já estamos casados e temos um ou mais filhos.


Um trecho interessante do artigo: Now that spring is here, I went shopping to look for new clothes for my daughter. After a while, my husband looked at all the stuff and asked me, “Don’t you think you’re going a little overboard here? Why so much stuff?” I started to justify why we needed each item. And after a bit, I realized I was actually repeating myself: “Well, this looks pretty. And this is very pretty.” I could see the look on my husband’s face. I just stopped. I had to admit that she only needed half of what I was going to purchase. She is a baby after all; she doesn’t care about being pretty, only about being comfortable. Uh-oh, I am making new money mistakes!


Tradução (minha): Agora que a primavera chegou, fui comprar roupas novas para minha filha. Depois de um tempo, meu marido olhou todas aquelas coisas e perguntou-me, “você não acha que exagerou um pouco? Por que tanta coisa?”. Eu comecei a justificar por que nós precisávamos de cada item. E depois de um tempo, percebi que eu estava na verdade repetindo: “Bem, isto parece bonito. E isso é muito bonito.”. Eu pude ver o olhar do meu marido e parei. Eu tinha que admitir que ela somente precisava de metade do que eu estava comprando. Ela é um bebê depois de tudo; ela não se importa se é bonito, apenas de é confortável. Oh, eu estou cometendo novos erros com o meu dinheiro!


Resumidamente, os erros que o artigo aponta são:


1. Comprar muito para seus filhos;


2. Não falar sobre finanças com seu marido/esposta;


3. Acumular débitos de compras;


4. Comprar uma casa ou carro mais caro do que precisa;


5. Manter um estilo de vida mais caro do que pode;


6. Não reavaliar periodicamente seus objetivos de aposentadoria;


7. Não prestar atenção no desempenho de seus investimentos;


8. Negligenciar ou por muita importância na educação de seus filhos;


9. Voltar à faculdade por uma razão errada;


10. Não diversificar seu rendimento.


Se gostou do que leu aqui (e sabe ler inglês), não deixe de ler o artigo original.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Posso ganhar dinheiro com jogos de cartas?

Você já deve ter lido por aí que é possível ganhar dinheiro das formas mais inusitadas possíveis. E sim, isso é realmente verdade – há gente até mesmo ganhando dinheiro apenas tirando e publicando fotos de gatos na Internet! Bem, mas talvez você não tenha um gatinho tão bonito ou engraçado em casa e procure uma outra forma de ganhar dinheiro, não é mesmo?

Bem, você pode ganhar dinheiro de outras formas, por exemplo, por meio de jogos de cartas. Vale lembrar aqui, claro, que há dois tipos de jogos de cartas: jogos com o baralho tradicional (aquele com naipes e números) e os jogos com cartas colecionáveis. Vamos falar um de cada vez…

Então suponha que você é um expert nos jogos com baralho. Poker, truco e tantos outros jogos são brincadeiras de crianças para você… Ótimo! Você pode ganhar um bom dinheiro então ensinando a outras pessoas como jogar bem tais jogos ou participando de torneios pagos. Jogos de poker, por exemplo, muitas vezes envolvem prêmios em dinheiro, o que explica por que há pessoas interessadas em pagar para aprender a jogar com você. Além disso, mesmo se não quiser cobrar delas diretamente, pode ganhar por meio de publicidades divulgadas em seu website – o Google Adsense permitiu há pouco tempo categorias relacionadas a jogos de azar no seu sistema de anúncio, então isso deveria trazer uma nova oportunidade para você.

Por outro lado, talvez você prefira jogos de cartas colecionáveis. Aqui, talvez não haja tantos torneios online aonde você possa ganhar um bom dinheiro, mas você pode faturar bastante por meio de anúncios em seu website ou venda de produtos afiliados relacionados do site da Amazon, Ebay ou outro. E você terá uma boa vantagem quanto a isso: geralmente, jogadores de jogos de cartas colecionáveis (TCG), estão dispostos a pagar para adquirir aqueles produtos visualizados em seu website, se seus preços estiverem dentro de seus orçamentos e se tratarem de itens relevantes para eles.

Assim sendo, caso você curta algum jogo de cartas colecionáveis, como Magic ou Yu-gi-Oh, que tal criar seu próprio blog ou website, começar a falar de suas estratégias de jogo, e observar os resultados?

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Ganhar dinheiro online

Talvez você tenha vindo até aqui em busca de oportunidades para ganhar mais dinheiro na web e se este é o seu intuito encontrou o lugar certo. Há várias oportunidades para ganhar dinheiro em terras virtuais, mas antes que você escolha alguma delas, você precisará analisar cada uma delas e determinar aquela que melhor se adéqua ao seu perfil. Um erro que muitos cometem é escolher uma oportunidade apenas porque a mesma aparenta ser muito lucrativa, sem levar em consideração seus reais interesses.

Uma oportunidade muito comentada nos últimos anos é o blogging – isto é, criar, escrever e gerir blogs. Nós mesmos já comentamos sobre essa oportunidade aqui anteriormente e sim, é uma oportunidade real, onde se pode ganhar dinheiro! Mas vale lembrar que “o blogging não é para todos”, isto é, nem todos que começam seus blogs irão ganhar dinheiro suficiente para viverem somente disso. E por que, você me pergunta? Talvez blogs não sejam mais tão lucrativos? É, em parte, esse é o motivo, pois nos últimos anos blogging passou a ter uma rentabilidade um pouco menor, mas não se trata somente disso, trata-se também de ter dedicação àquilo que se faz, algo que você só terá se realmente tiver interesse por blogs.

Outra oportunidade muito contada por aí é a criação de lojas virtuais, onde você pode faturar vendendo produtos próprios ou de terceiros. Mas você precisa se perguntar primeiro: eu tenho o perfil de um dono de loja, isto é, sei lidar com consumidor, negociar com fornecedor e elaborar campanhas de marketing, dentre outras coisas? Se você não tiver o perfil certo para esse tipo de atividade, é melhor procurar outra oportunidade.

Blogs e lojas virtuais não são as duas únicas oportunidades para ganhar dinheiro na web. Há também os programas de afiliados, como o Lomadee, HotWords, Google Adsense, etc. e a prestação de serviços, seja como consultor, seja como um “micro-worker“, isto é, realizando pequenas tarefas para terceiros, como aqueles que expõem seu trabalho no fiverr.com. Estas são outras duas oportunidades interessantes que você deveria analisar dentre tantas outras oportunidades para ganhar uma renda extra online.

E, por fim, um pequeno conselho: fuja das “oportunidades” para ganhar dinheiro clicando, navegando, lendo e-mails ou respondendo pesquisas. Muitos daqueles websites são fake e aquelas oportunidades são somente scam e mesmo naqueles que forem legítimos, você descobrirá que terá tanto esforço que o resultado final não valerá a pena. For a isso, siga em frente, pois há muitas oportunidades esperando por você na web e você precisa estar pronto para abraçar uma delas e dedicar-se de verdade à mesma!

Quem pode ganhar dinheiro com sites?

Qualquer um. Se esta dúvida estava em sua mente até agora, pronto, já respondi de forma bem simples e sincera, mas talvez somente isso não o contente, você quer saber mais sobre o perfil que precisa desenvolver para ganhar dinheiro com sites, então deixe-me ajudá-lo a entender algumas coisas.

A Internet hoje tem dominado o mundo. E gostaria de destacar aqui que não estou falando somente em crescimento no número de usuários, mas também de diversidade de formas de uso da mesma. Antes, vista somente como uma forma de comunicação entre dois ou mais computadores, hoje vista como a base para o comércio eletrônico. Falamos assim em negócios online e, consequentemente, em “dinheiro online”. E quem estiver atento a essas mudanças e fizer o seu “dever de casa”, poderá ganhar um bom dinheiro também.

Infelizmente, com o crescimento desse tipo de comércio e publicidade, muitos estão se aproveitando para ganhar o dinheiro dos incautos com falsas promessas para ganhar dinheiro dormindo. Parece absurdo, mas eles garantem que, “por apenas R$ 49,90″, você receberá um super kit completo que o ensinará a ganhar milhares de reais por dia sem esforço algum, dedicando somente 15 minutos por dia! Analise um pouco melhor, amigo leitor: se você tivesse tal “solução milagrosa”, por que a venderia, criando assim concorrentes? E se o “único e genuino interesse” é de criar oportunidades para outros, por que estão vendendo, em vez de distribuir gratuitamente? Por que não a distribuem gratuitamente para algumas poucas pessoas e pronto?

Talvez o senhor, amigo leitor, já tenha adquirido algum desses kits e, no final das contas, constatou que tudo o que recebeu foi um ebook criado há mais de seis anos e que portanto não lhe é útil, pois quando o assunto é Internet, qualquer coisa com mais de dois anos pode estar muito desatualizada. E estou certo de que não era isso o que você esperava receber. Sendo assim, uma pergunta sempre volta à nossa mente: há alguma possibilidade para ganhar dinheiro com sites honestamente?

É claro que há. Entretanto é necessário ter muita paciência para que isso dê certo. Uma boa estratégia para começar o seu negócio com websites é escolher um “website modelo”, um site que você gostaria de que o seu fosse similar e que já é um bom sucesso e estudar o que o mesmo faz para ganhar dinheiro, assim você poderá fazer similar no seu. Após escolher, pergunte-se: por que este website? O que o atrai Como ele lida com os seus visitantes? Quais são os meios e estratégias de monetização do mesmo?

Analise dois ou três websites durante algum tempo – um mês, por exemplo – e após isso você já terá identificado qualidades e fraquezas suficientes para saber que tipo de website você pode ter e, assim, suprimir os pontos fracos daqueles. Este não é um processo rápido, esteja certo disso – pode até mesmo levar um ano ou mais para que tenha um bom fluxo de caixa positivo – , mas o que você prefere: a verdade ou mais um vendendo a “pílula dourada”?

Eu já tenho minha própria estratégia para ganhar dinheiro com sites – a qual é revisada e atualizada três ou quatro vezes por ano – e estou muito feliz com ela. Como todo negócio, preciso empregar dinheiro, esforços e tempo neles, mas gosto dos resultados. Entretanto, eu só recomendo esse modelo de negócio para pessoas que realmente gostam disso, pois não é algo fácil e, se você não gostar, poderá tornar-se um verdadeiro sofrimento para você. E em sua opinião, quem você acha que pode ganhar dinheiro com sites?

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Erros que você não deve cometer aos 20 anos com o seu dinheiro

Se você tem 20 (ou 23, ou 25!) anos, parabéns! Você se encontra na melhor idade para planejar, arriscar-se e fazer as coisas acontecerem! Então sonhe, planeje e arrisque-se tanto quanto puder, mas mesmo quando falamos em riscos, há alguns deles que devem ser arriscados, pois já se conhecem os efeitos catastróficos dos mesmos.


Um primeiro erro clássico é usar o cartão de crédito muito mais do que deveria. É claro que bancos, crediários e demais instituições financeiras querem convencê-lo de que você precisa do último par de tênis lançado, da camisa que está na moda, do jeans que aquele ator usou em uma cena da novela etc. Mas o que eles não lhe explicam é que quando você não puder mais pagar em dia todas as suas faturas começará a pagar juros absurdamente altos – e é aí onde eles ganham um bom dinheiro, isto é, o seu dinheiro!


Então o primeiro passo é evitar cair na armadilha do crédito, buscar comprar sempre à vista, deixando o cartão de crédito somente para as compras essenciais que não podem ser pagas de uma vez só. Além disso, quanto menos contas forem para o seu cartão de crédito, menor será seu susto cada vez que chegar a fatura.


Outro erro cometido por quase todos é não planejar um fundo de emergência. Um fundo de emergência é uma poupança onde você deposita um pouco do seu dinheiro todo mês (por exemplo, 10% do seu salário) a fim de ter algum dinheiro sempre com você para o caso de uma emergência ou no caso de compras de valor mais alto (como uma geladeira ou o reparo de seu carro) a fim de não as pagar com o cartão de crédito. O ideal é que seu fundo de emergência tenha pelo menos o correspondente a quatro vezes o que você gasta por mês (mais ainda, caso você seja um profissional autônomo)!


E o último erro que comentaremos aqui é quanto a comprar mais do que deveria. Se você é solteiro(a) e possui menos de 30 anos, aparentemente o céu é o limite e você quer comprar tudo aquilo que você vê na TV. Entretanto, isso não é um hábito saudável – geralmente leva a acúmulo de dívidas e dificuldades na vida familiar gerada pelos problemas financeiros. Além disso, com o tempo, você se sentirá frustrado todas as vezes que lembrar daquela roupa ou aparelho que comprou e nunca usou mais do que uma ou duas vezes, enquanto teve que abrir mão de fazer uma viagem ou de livrar-se das dívidas do cartão por causa disso.


Estamos certos de que esses três erros não são os únicos, mas com certeza estão entre os mais comuns. Evite-os e você terá uma vida mais equilibrada financeiramente.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Como prevenir roubos de celulares – e reduzir o impacto

Quem consegue viver hoje sem um bom celular? Na verdade, a maioria dos celulares hoje não deveriam ser chamados somente de celulares – são smartphones, isto é, pequenos computadores de bolso com funcionalidades como execução de jogos e aplicativos, reprodução de áudio, vídeo e documentos, bem como realização de ligações telefônicas e envio de SMS. Entretanto, todo esse poder de processamento móvel possui um preço (bastante salgado) – dos meros R$ 80,00 ou R$ 90,00 que custariam hoje um celular somente com as funções básicas de um celular, os smartphones hoje custam em média de R$ 400,00 a R$ 1.000,00.


E no caso de um furto ou roubo de um celular? Quem amargará o prejuízo? Segundo dados da Consumer Reports, somente nos Estados Unidos mais de 3,1 milhões de smartphones foram roubados em 2013. 


Bem, considerando tudo isso, é bom tomar algumas medidas com o intuito de prevenir roubos de celulares e de seus dados. Seguem algumas delas.


1. Evite expô-lo desnecessariamente.


Algumas pessoas costumam sair para jantar e deixá-lo em cima da mesa, outras até mesmo em uma mesinha de um trailer, ao ar livre, fazem a mesma coisa. Além de torná-lo alvo fácil de outras pessoas mal intencionadas, as chances de você esquecer o mesmo naquele local são muito maiores.


Mantenha o seu celular em seu bolso ou bolsa e somente o retire de lá quando for realmente necessário. Se você sabe que o ambiente não é o mais confiável ou tranquilo de todos, não fique jogando em seu celular, por exemplo. Idem para selfies – evite retirar selfies em lugares que não pareçam muito seguros.


2. Evite levar seu celular a lugares muito arriscados.


Vai sair em algum bloco no carnaval ou vai àquele show que vai estar superlotado? Ótimo! Mas que tal deixar o seu celular em casa? Se vai acompanhado por outra pessoa ou em grupo, basta que somente uma pessoa leve o celular (quanto menos celulares, menores as chances de furto). Além disso, sempre que possível, opte por levar um modelo mais velho ou mais simples, caso você ainda tenha seu celular antigo e o mesmo ainda funcione.


3. Use algum código de segurança


Outro passo importante para se proteger é utilizar sempre um código de segurança em seu computador, tornando mais difícil assim o acesso às funcionalidades do mesmo. Assim, caso alguém o furte ou roube, você terá tempo suficiente para bloquear todas as funcionalidades e cancelar o seu chip antes que o delinquente se utilize do mesmo para benefícios próprios e você ainda tenha que pagar a conta telefônica no final.


4. Use um aplicativo anti-furtos.


Há vários aplicativos anti-furtos que podem ser utilizados com o intuito de identificar a localização do seu celular, conseguir informações do delinquente (por meio da câmera, por exemplo), bloquear todas as funcionalidades e até mesmo acionar a polícia. Identifique qual tipo de aplicativo melhor se encaixa em suas expectativas e use-o.


5. Vá até a polícia e faça um boletim de ocorrência.


Logo após acontecer o furto ou roubo, dirija-se a uma delegacia, preste queixa e preencha o boletim de ocorrência. É pouco provável que a polícia consiga recuperar seu celular, pois por ser muito pequeno, é muito fácil ser ocultado ou vendido, entretanto essa medida é para protegê-lo, caso seu celular seja utilizado para algo que possa prejudicá-lo mais tarde – por exemplo, os criminosos podem utilizá-lo para contatar pessoas em um sequestro.


Mesmo essas cinco dicas sendo úteis, elas podem não ser suficientes para evitar furtos, assim sendo, você deve ter sempre máxima atenção quanto ao local em que deixou o seu celular e quem se encontra naquele mesmo ambiente!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Guia para começar seu negócio em casa

Muitas pessoas compartilham o sonho de serem hábeis a trabalhar de casa em vez de terem que se deslocar até um escritório ou outro local diariamente. Este artigo pretende ajudá-lo, então, com algumas dicas sobre como começar seu negócio em casa.

Em primeiro lugar, é importante que você tenha uma boa descrição de seu negócio, algo realmente sonoro e fácil de lembrar, pronto em sua mente. Se você conseguir sumarizar bem a missão de seu negócio rapidamente, é bem provável que você consiga impressionar consumidores potenciais sempre, em qualquer situação. Isso pode ser, por exemplo, a explicação da parte mais importante do seu negócio ou aquilo que seus consumidores conseguirão por contar com seus serviços.

Tenha sempre a satisfação de seus atuais consumidores como sendo sua prioridade número um. É muito mais difícil buscar novos consumidores do que gerar novas oportunidades de receitas a partir de consumidores atuais felizes. Mantenha então seus atuais usuários felizes e eles sempre voltarão.

Construa um plano de negócios antes de gastar um centavo em seu negócio. Escreva um plano e procure ajuda profissional. A análise deste é muito importante e, quando realizada sobre um plano sólido, será bastante objetiva e produtiva. Uma vez que você tenha um plano confiável, comece a trabalhar. Isso deve ajudá-lo a gerir seu novo negócio mais facilmente, deixando-lhe assim tempo livre para melhor refinar os detalhes necessários da parte de produção, logística e/ou marketing.

Torne-se mais eficiente em gestão do fluxo de caixa. Quão bom você é em gerenciar o seu fluxo de caixa pode determinar se você será um sucesso ou não. Você precisa conhecer todas as suas despesas bem como quando cada uma delas deve ser paga. E mantenha sempre algum dinheiro (seu capital de giro) para possíveis emergências, assim você não precisará recorrer a crédito e, quando o fizer, faça-o somente se estiver certo de que poderá pagá-lo dentro do prazo.

É impossível agradar todas as diferentes pessoas com um mesmo produto ou serviço. Então, evite tentar mudar demais o seu negócio na ânsia de agradar a todos. É preferível que você foque mais de seus esforços em atender melhor aqueles que já gostam ou podem gostar de seus produtos ou serviços como são hoje.

Que distrações o impedem de focar-se realmente em seu trabalho? Faça uma lista bem simples, porém incluindo tudo o que pode ser uma possível distração para você e busque então meios criativos de lidar com cada uma delas.

Você deve ter percebido que há muitos jeitos de acelerar sua produtividade enquanto trabalhando em seu negócio em casa. Certifique-se então de lembrar todas as coisas que este artigo aborda e ponha-as em prática em seu negócio. E boa sorte com seu negócio!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Como encontrar boas ideias de negócios

Às vezes, você pode se sentir preparado: possui experiência administrativa proveniente da função de gerente ou administrador em outras empresas, possui capital suficiente para iniciar a empreitada (ou ao menos não depender somente de capital de terceiros) e/ou está com muita energia e pronto para novos desafios. Nesse panorama, vê-se logo que você pode desejar iniciar o seu próprio negócio, seu caminho rumo ao sucesso, deixando uma marca positiva sua em nosso mundo. Mas não pode ser qualquer tipo de negócio, precisa ser O negócio, mas você não sabe qual poderia ser! E agora? Como determinar ou encontrar boas ideias de negócios para garantir que sua empreitada será um sucesso?

Se esse é o seu dilema, aqui está o caminho para encontrar a sua resposta! Escrevemos este artigo pensando justamente em indicar-lhe boas fontes de inspiração, para que seu negócio seja realmente fantástico…

A revista Pequenas Empregas Grandes Negócios

A revista PEGN é uma grande fonte de ideias. Periodicamente, elas publicam informações sobre os nichos de mercado que estão em expansão, incluindo também informações e experiências compartilhadas por consultores e especialistas no assunto. Utilizando-se dessa revista, você poderá facilmente identificar vários nichos de mercado. A partir daí, basta um pouco de reflexão para que possa identificar uma oportunidade dentro daquele nicho.

Suponhamos que o ramo alimentício está em alta (e realmente está) e você possua experiência em cozinha. Você poderia criar um restaurante self-service ou um serviço para entrega de pratos culinários em domicílio. Vai depender principalmente de sua experiência e interesse.

Informações na web

A web é uma rica fonte de ideias de negócios. Em nosso blog, por exemplo, você pode encontrar várias delas. E há muitos outros websites onde você pode pesquisar. Gosto de lembrar também que a revista PEGN também possui um website, onde pode encontrar muita informação atualizada.

Entretanto, na hora de procurar informações na Internet, tome muito cuidado. Nem todos os websites e blogs são realmente sérios quanto à veracidade de suas informações, de tal forma que você pode acabar com problemas, caso invista em um tipo de negócio e mais tarde descubra que aquele mercado não era tão amplo ou que o investimento necessário era muito superior!

Consultoria do SEBRAE

E por fim, a possibilidade de consultar o SEBRAE. O SEBRAE apoia o desenvolvimento de micro e pequenas empresas e poderá ajudá-lo não somente a melhor definir em qual campo poderá desenvolver seu negócio, mas poderá ajudá-lo também a elaborar o seu plano de negócios, o que o guiará durante todo o andamento de seu negócio.

Entretanto, não se utilize somente de uma fonte para a obtenção de boas ideias! O ideal é que se utilize de todas elas, iniciando a busca em revistas especializadas, prosseguindo com maior coleta de informações pela web e, depois, quando já tiver alguma ideia, conversar com um consultor do SEBRAE, o que o ajudará a dar uma melhor organização e fundamentação à sua empresa. Assim, o seu sucesso estará quase garantido. 😉

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Trabalhar em casa é uma boa ideia para mim?

Já publicamos aqui vários artigos onde comentamos alguns aspectos importantes para quem deseja ter seu primeiro negócio em casa. Hoje continuaremos a falar de alguns aspectos importantes sobre trabalhar em casa como uma alternativa no mundo contemporâneo.

Talvez você esteja a se perguntar se trabalhar em casa é uma boa ideia para você também e para essa pergunta há uma simples e óbvia resposta: só você pode dizer se essa é uma oportunidade real ou se corre o risco de tornar-se um problema para você. A fim de determinar isso, nada melhor do que compreendendo os alguns dos pontos onde outros empreendedores começam a falhar. Aproveitaremos e citaremos também algumas estratégias interessantes para o marketing.

Os primeiros passos de um novo negócio não são o melhor momento para começar a aprender sobre uma indústria que não se conhece bem. Em um novo negócio, os riscos são altos e se há muito dinheiro em jogo, com certeza não é uma boa ideia arriscar-se em uma indústria que pouco se conhece. Caso encontre-se nessa posição, aconselho-o a primeiro buscar aprender mais sobre a indústria, conhecer os principais processos e procedimentos, estudar o seu público-alvo e só então, quando estiver realmente ciente das informações vitais de que necessita, começar o seu empreendimento.

Você já sabe qual é o perfil do público ao qual se destina seus produtos ou serviços? Eles trabalham? Quanto eles recebem mensalmente? Em que local eles moram? Como é a sua moradia? Quais as suas demandas relacionadas a seus serviços e como estes podem beneficiá-los? Tratam-se de jovens, adultos ou pessoas mais experientes? Eles vivem com outras pessoas (talvez os pais, ou uma esposa e filhos)? Quanto melhor conhecer seu público-alvo, melhor poderá adaptar seus produtos e serviços às suas necessidades. Quanto mais presente na vida de seu público-alvo você e seu produto estiver, mais eles lembrarão e buscarão seus produtos e serviços.

Quando planejando a sua abordagem estratégica, a sua forma de levar possíveis clientes até o seu website (ou outro meio de conhecer seus produtos e serviços), não se esqueça de uma técnica bastante poderosa que pode trazer muitos benefícios: oferecer algo gratuito. Pode ser um e-book em PDF, uma coleção de vídeos a serem assistidos em seu próprio website ou uma checklist de coisas importantes que aquelas pessoas não podem esquecer (por exemplo, se o seu negócio é organização para casamentos, você pode oferecer uma checklist contendo os principais itens de decoração e organização de um casamento que uma noiva não pode se esquecer). Talvez você não goste muito dessa ideia a princípio, pois pode lhe aparentar dar muito trabalho para conseguir colocar essa técnica para funcionar inicialmente, mas uma vez colocada, os resultados aparecerão gradualmente – e mostrar-se-ão excelentes!

No mundo dos negócios sérios, você aplica dinheiro e esforços hoje para ver os resultados colhidos a médio e longo prazo, em outras palavras, não espere resultados fenomenais em semanas ou meses. Quem procura por isso geralmente acabará sentindo-se frustrado ou desiludido (ou mais frustrado e desiludido ainda, quando acaba por deixar-se convencer por algum charlatão e compra vários softwares que não o ajudarão da forma que imaginava). Se você deseja um negócio sério e bem visto por todos – e é isso o que você deveria desejar, afinal de contas, estes são os negócios mais duradouros – então você precisa entender que certas coisas precisam de tempo para começar a dar um bom resultado. Você precisa lembrar-se constantemente de sua missão, visão e objetivo e, com isso em mente, ir construindo-o da melhor forma possível, parte por parte, tijolo por tijolo.

Preparando seu home office

Para criar seu próprio home office, ou seja, um escritório em casa, é fundamental se planejar e organizar para não haver erros no seu futuro negócio. Ter seu próprio escritório em casa além de ser prático pode ser muito eficaz, pode lhe trazer algum conforto e participação da família (caso seja um negócio familiar).

Hoje em dia muitos sonham em abrir seu próprio negócio e a partir daí começam a planejar como será sua própria empresa. Muito sites dão dicas de como crescer e também vantagens e desvantagens, sendo que um dos site que oferece excelentes conselhos é o website do Sebrae. Seguir bons conselhos pode aumentar em 100% ou mais suas chances de crescer e gerar lucros, seja como empresa, seja como microempreendedor.

No site da  Sebrae encontram-se vários itens importantes:

  • Dicas de como abrir ou criar seu próprio negócio
  • Cursos pela Internet
  • Ideias de negócios que poderão render lucros
  • Estudos e pesquisas sobre empresas

Dicas de como criar seu home office sem stress:

  • Crir um horário para o expediente – sua família deve estar bem ciente desse horário, a fim de evitar interromper suas atividades;
  • Não exagere nas horas extras – um risco muito grande é de acabar fazendo muitas horas extras, então saiba quando limitá-las
  • Tenha um ambiente de trabalho prazeroso – evite desenvolver um ambiente estressante
  • Use os equipamentos adequados – computador, telefone, multifuncional, enfim, tenha sempre em seu ambiente tudo o que você pode precisar
  • Mantenha um telefone fixo para home office – evite usar o telefone da própria casa, assim você se sentirá mais “em seu ambiente de trabalho”
  • Tenha uma convivência prática e harmoniosa entre a casa e o trabalho – evite que os problemas do lar causem problemas no ambiente de trabalho e vice-versa

Vantagens de ter um home office

Manter um escritório em casa, como tantas outras decisões, apresenta seus prós e contras. Se você planeja criar o seu “escritório particular”, saiba que você poderá usufruir das seguintes vantagens:

  • Possibilidade de redução dos gastos
  • Maior conforto
  • Pode melhor adequar o seu horário de trabalho à sua rotina familiar
  • “Ser o seu próprio chefe”

Desvantagens:

Bem, como se pode esperar, nem tudo é um “mar de rosas” e você deverá prevenir-se quanto a algumas desvantagens:

  • Problemas com interrupções externas
  • O fato de “ser o seu próprio chefe” implica principalmente em ser o maior responsável por suas falhas
  • Possíveis problemas na harmonização casa-trabalho, caso não saiba lidar corretamente com a situação

Equipamentos necessários para o seu home office

Se você pretende criar o seu escritório, você precisará ter à mão todos os equipamentos de trabalho necessários. Além dos equipamentos específicos para a sua atividade, você poderá necessitar dos seguintes equipamentos:

  • Computador
  • Multifuncional
  • Telefones fixos e móvel
  • Notebook
  • Materiais de escritório
  • Sala ajustada para as necessidades (iluminação, ventilação, acesso à Internet, etc.)
  • Aparelho de Fax

Elaborando um plano de negócios

O plano de negócios é um documento importante para todos os futuros fundadores de uma empresa, por isso é necessário que o documento contenha capa, sumário, sumário executivo, descrição da empresa e produtos ou serviços oferecidos pela mesma.Para que desta forma os empreendedores saibam exatamente onde estão investindo.

O plano é a parte mais fundamental da estrutura pois é a partir dele que poderemos dar início a um negócio de sucesso. Para conseguir um bom plano de negócios é fundamental saber primeiro qual tipo de negócio será aberto, para que isso ocorra é necessário pesquisar o que o mercado precisa.

Após a elaboração do plano de negócios poderemos encontrar várias margens, para dar inicio à procura de investidores ou parceiros a fim de ajudar na construção da futura empresa como a Norcon. Lembrando que para isso é necessário ter em mãos um bom projeto, onde deve ficar visível seus objetivos para que esse investimento tenha um grande sucesso.

Tipos de planos de negócios:

  • Planos de investimentos
  • Planos de expansão
  • Planos estratégicos
  • Planos anuais
  • Planos operacionais
  • Planos de produtos
  • Planos internos
  • Planos de custos

Para cada tipo de planos citados acima existem várias formas de serem desenvolvidos, mas para que ocorrar de forma que venha trazer sucesso para a empresa é  essencial observamos alguns critérios como:

  • Observação do mercado ( a carência do mercado)
  • Observação da concorrências ( o que é mais disputado)
  • Análise dos investidores ( se vale a pena investir)
  • Observação da renda investida ( investimento)
  • Expectativas dos resultados  ( lucros)

Muitos empreendedores na criação do plano de negócio focalizam quem será o público alvo. Nesse caso o tipo de investimento pode levar muitas pessoaas as sua empresas, mas a maioria do público será pessoas como:

  • Incubadoras de empresas- auxiliaram na construção da empresa
  • Parceiros-ajudaram na elaboração do plano de negócio
  • Bancos-realizaram o investimento da empresa
  • Intermediários-pessoas que irão divulgar os negócio oferecidos pela empresa
  • Fornecedores-pessoas responsáveis pelo fornecimento da empresa
  • Consumidores-pessoas que iram realizar o consumo dos produtos vendidos ou oferecidos pela sua empresa

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Como ganhar dinheiro sem sair de casa?

Para alguns, a razão pode ser uma renda baixa, para outros, almejar novos sonhos que exigem ganhar mais dinheiro e rápido. Não importa por qual motivo você quer ganhar dinheiro sem deixar a comodidade do seu lar, estamos aqui para ajudá-lo a fazer seu dinheiro crescer de forma rápida e segura. E há várias formas de ganhar dinheiro rápido e nós discutiremos agora duas delas.

Investir em negócios e papéis bancários

A primeira forma de ganhar dinheiro sem sair de casa que vamos lhe apresentar neste artigo é por meio de investimentos, isto é, aplicação de capital em algo onde se possa conseguir bons lucros.

Muitas empresas necessitam de dinheiro para conseguir crescer, seja para a compra de novos equipamentos, pesquisa de novo produto ou contratação de novos profissionais. E ser o investidor certo aplicando o dinheiro no negócio certo pode significar a diferença entre ganhar pouco dinheiro e ganhar muito dinheiro rapidamente.

Se você está interessado em aplicar seu dinheiro em algum novo negócio, o ideal é que você vise aqueles que estão em amplo crescimento, como as indústrias alimentícia e têxtil bem como os setores de educação e aqueles relacionados à tecnologia e informação.

Além disso, você pode investir seu dinheiro em ativos de papel (ou papéis bancários, como prefiro chamar), como a caderneta de poupança, certificados de depósito bancário, fundos de investimento e ações. Cada um desses tipos de ativo possui características únicas que melhor combinarão com profissionais que tenham um determinado perfil, de tal forma que se deve escolher com cuidado qual o tipo de investimento que se deseja fazer.

Prova disso são aquelas pessoas que mostram que sabem como ganhar dinheiro com forex, enquanto que outras acabam por perder dinheiro – é preciso conhecer bem aquilo em que se está investindo para não ter surpresas desagradáveis mais tarde.

Construindo o seu próprio negócio

Outra forma de conseguir ganhar dinheiro (e a velocidade com que o dinheiro entra será ditada pelo tipo de empreendimento, mercado que você está almejando e a quantidade de tempo e dinheiro que é aplicado no mesmo) é construindo o seu próprio negócio.

Ser dono do seu próprio negócio apresenta diversas vantagens e desvantagens, como em qualquer outra opção que precisamos fazer em nossas vidas. Alguns negócios tornam-se verdadeiros sucessos em intervalos de tempo relativamente curtos, como um ano ou dois, já outros podem não sobreviver por mais do que dois anos de existência. Sendo assim, você precisa ser bastante cauteloso ao escolher e implantar o seu negócio, sempre pensando a curto, médio e longo prazo!

Para erguer o seu empreendimento, você precisará de dinheiro. A quantidade dependerá do tipo de empreendimento e como você quer construí-lo. O dinheiro a ser investido em seu negócio pode ser conseguido de duas formas:

  • Por meio de recursos próprios, ou seja, seu próprio dinheiro, economizado por algum tempo;
  • Por meio de empréstimos e financiamentos, onde se deve atentar às taxas de juros.

O ideal é começar usando recursos próprios e, somente depois disso, procurar empréstimos.

Não desperdice tempo ou dinheiro!

Não importa qual a forma de ganhar dinheiro que você tenha escolhido, o fundamental é que você foque bem nela a fim de compreender como realmente ganhar dinheiro, bem como evitar desperdiçar seu tempo ou dinheiro.

Saiba empregar bem o seu tempo seguindo o princípio 80/20 (falaremos sobre ele aqui em outro momento) e de forma similar aplique seu dinheiro somente naquilo em que você sabe que conseguirá um melhor retorno financeiro.

Seja esperto e atento sempre e com certeza você encontrará o seu próprio jeito de ganhar dinheiro rápido!

Seu negócio em casa hoje mesmo!

Quando se fala em empregos, negócios e tendências, uma coisa é certa: no futuro, mais e mais pessoas estarão trabalhando em casa, seja como empregadas,  autônomas ou donas do seu próprio negócio. E é sob essa ótica que muitas pessoas começam hoje a se interessar por ter seu negócio em casa, uma oportunidade de ganhar uma renda extra ou mesmo seu rendimento principal. Mas será que é tão fácil assim trabalhar em casa?

Um erro muito comum que acontece a empreendedores incautos é investir muito dinheiro em um tipo de negócio do qual se conhece pouco. Se há um risco alto em uma indústria ou muito dinheiro investido na execução de um negócio, essa com certeza não é a melhor hora para aprender como gerir o mesmo – você já deveria estar pronto para isso. É aconselhável então que aprenda o máximo possível sobre o negócio de sua escolha antes mesmo de buscar um financiamento para o mesmo!

Um passo importante para o sucesso de seu empreendimento é conhecer o perfil de seu público-alvo. Qual o seu poder aquisitivo? Localização da moradia e do local de trabalho? Quais são as suas demandas, desejos e sonhos? Qual a sua faixa etária? Qual a estrutura familiar em que vivem (são filhos ou pais, moram sozinhos ou com outras pessoas)? Você precisa de todas essas informações para determinar não somente como o seu produto deve atender a essa demanda, mas também para determinar os melhores locais para venda e distribuição de seu produto, por exemplo. Se o seu objetivo é a prestação de serviços de reforço escolar, você precisa garantir que os jovens e os pais dos jovens que podem necessitar de seus serviços tomarão conhecimento de seu negócio.

Que tal pensar em um meio de promoção que agrade seu cliente e incentive o marketing viral, o famoso boca-a-boca? Você pode conseguir isso oferecendo algum tipo de produto ou serviço de forma gratuita que permita aos seus clientes tomarem conhecimento da sua qualidade e experiência no ramo em que atua. Esta é uma alternativa muito interessante para atrair a atenção de seu público-alvo e direcionar o mesmo para conhecer seus serviços. Apesar de que isso pode significar algum custo (no caso de produtos tangíveis) e tempo (no caso de infoprodutos), essa estratégia pode ajudá-lo a posicionar-se melhor no mercado em que atua em um tempo menor.

Um erro muito cometido por quem começa a desenvolver seu próprio negócio online é pensar que irá ficar rico da noite para o dia. Caso esteja à procura da “lâmpada mágica de Aladin”, as chances de encontrá-la em uma casa lotérica são maiores. É claro que negócios de sucesso ganham muito dinheiro, mas eles não nascem da noite para o dia, eles se desenvolvem gradualmente, por meio de um bom planejamento e execução. E durante tal trajetória é necessário que o empreendedor responsável saiba manter a cabeça fria e tomar as decisões certas na hora certa.

Por meio de bons conhecimentos em finanças e contabilidade, determine quanto serão suas despesas operacionais e qual o ponto de equilíbrio de seu negócio. Sabendo-se quanto se gasta, quanto se pode ganhar e quanto precisa ganhar para não mais precisar sustentar seu negócio com dinheiro do seu bolso, você poderá determinar melhor sua estratégia de negócio. E não basta estabelecer valores-base, são necessárias também metas-base, valores a serem alcançados em prazos de um, três, seis, nove e doze meses.

Um erro cometido por alguns que querem começar seu negócio é não saberem exatamente quanto capital precisam para abrir o seu negócio: aquele valor geralmente referente à soma dos custos para registrar a empresa, despesas com a infra-estrutura inicial e o capital de giro necessário para manter a empresa em funcionamento até atingir o ponto de equilíbrio. É sempre mais vantajoso usar seu próprio dinheiro do que requerer a um financiamento, então poupe tanto dinheiro quanto puder antes de iniciar a sua empreitada. E evite utilizar-se de empréstimos para cobrir problemas no giro do capital (quando as contas a pagar vencem antes das contas a receber, por exemplo), a fim de evitar os gastos com os juros. Se possível, evite utilizar-se do credito oferecido por instituições financeiras. Apesar de parecer uma forma fácil de ganhar dinheiro, você poderá estar endividando-se desnecessariamente.

Um grande problema contábil que muitas pequenas empresas possuem é quanto à separação entre o que é o capital do dono (pessoa física) do que é capital da empresa (pessoa jurídica) – e esse é um assunto muito sério, que se não for bem observado pode levar até mesmo a problemas tributários. Para ajudá-lo nisso, conte com a ajuda de um contador sério para orientá-lo sobre como proceder em seu negócio.

No mundo dos negócios, o que dita o crescimento de uma empresa é a sua capacidade de assumir riscos e inovar – por meio da inovação, podemos desbravar novos mercados ou expandirmo-nos em mercados já bem estabelecidos. Estimular e desenvolver novas ideias pode ser um caminho certo para o crescimento de seu negócio. A rotina pode ser sua maior inimiga, pois apesar de mostrar aquilo que é hoje considerado o modo certo de agir, não consegue perceber oportunidades para fazer algo de forma mais eficiente ou criativa.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS