O que fazer numa entrevista de emprego?

Um grande bom dia a todos!

Como tem passado? E a sua família? Você ou alguém de casa está procurando emprego?

Que bom ouvir isso! Romper o comodismo de ficar em casa, parado, é um grande passo, independente de estar fazendo isso por motivos financeiros ou por realização pessoal.

Geralmente quando se busca um emprego, duas técnicas são muito empregadas pelas empresas a fim de selecionar quem trabalhará ou não nela: a avaliação do currículo e a entrevista com o candidato.

Bem, apesar de ambos serem muito importantes, como a entrevista de emprego é lá, “ao vivo”, muitos candidatos ficam mais nervosos com a segunda do que com a primeira. Sendo assim, vamos discutir aqui algumas dicas muito boas sobre o que fazer (ou não) na hora de uma entrevista?

1. Saiba o que falará sobre você e seus objetivos
Geralmente uma das primeiras perguntas numa entrevista é: “fale-me um pouco sobre você”. Nesta hora, você deve descrever como você é. Se quiser deixar essa parte da entrevista tão real quando possível, não fale somente de suas gigantescas proezas em empregos anteriores e de como você é a pessoa mais cheia de qualidades do mundo, eles sabem que errar é humano e isso aparentará que você quer esconder algo. Comente também um pouco sobre pequenos defeitos ou erros que cometera, porque os cometera e o que aprendera com isso.
Fale também de seus objetivos: o que você anseia hoje? Aonde você quer chegar amanhã? E o mais importante, como essa vaga de emprego pode ajudá-lo a conquistar isso?
Bem, você poderia fazer praticamente um livro sobre isso, mas lembre-se que a entrevista de emprego não se resume só a isso, então seja breve. Algo em torno de uns dois ou três parágrafos (não, você não vai ler na hora, mas estou aqui “medindo” a quantidade de informações, ok?) com umas três ou quatro linhas cada podem ser suficientes. Se requerido a falar mais e não souber o que mais falar, detalhe sobre algo que já comentou a fim de demonstrar a sua experiência naquilo. “Conhece-te a ti mesmo”, eis a máxima aqui.

2. Conheça bem a empresa, sua missão social e como você pode ajudá-la
Como diria Sun Tzu, se você já conhece a si mesmo, deve agora conhecer o seu inimigo e o terreno. Bem, você pode considerar a empresa como o “terreno” e os outros candidatos como “inimigos”. Já que não há como se saber quem são eles (e é anti-ético tentar “derrubar” um deles na seleção), então só nos resta estudar o “terreno”.
Saiba quem é a empresa, o que ela faz, como ela faz, por que ela faz isso, qual a sua missão para a sociedade (nem adianta dizer que é ganhar dinheiro – isso é objetivo financeiro de toda empresa, falo é daquilo que a empresa realmente oferece aos demais, seu produto ou serviço).
Quando você conhece bem a empresa, você pode demonstrar isso quando lhe pedem para falar sobre você de forma superficial e, mais à frente, mostrar de forma mais aprofundada. Conhecer a empresa é um passo importante, pois permite-lhe mostrar por que e em que você pode ser útil para a mesma!

3. Cuide de sua aparência e de seu humor
Não vá com “cara” de cansado, triste, irritado ou desesperado. Por mais que você queira aquela vaga, as empresas querem pessoas que demonstrem que estão felizes. Então, vá feliz!
Cumprimente todos de forma animada (mas sem exageros ou perder o respeito), sorria e fale sempre de forma bem sincera. Aliás, você sabia que geralmente respondemos ao ambiente? Se o ambiente parece triste, ficamos tristes, se parece feliz, ficamos felizes. Se você não transmitir alegria durante a entrevista, seu entrevistador, mesmo que inconscientemente, irá descartá-lo, pois ninguém quer algo que aparente só desmotivar os demais.
Além disso, cuide bem do seu vestuário no dia: não cometa o erro de ir com roupas que não sejam condizentes com o ambiente. Você não precisa ir de terno, gravata, etc. Mas precisa ir de forma que a sua aparência transmita que você é uma pessoa de sucesso, um “amuleto” a mais para aumentar a prosperidade da empresa.
Aqui a “lei dos iguais” também é válida: geralmente, as pessoas são mais favoráveis a pessoas que pareçam compartilhar valores similares, até mesmo quanto às suas vestes, sendo assim, o entrevistador pode notar em você um perfil bem adequado para a empresa. Só tome o cuidado para não exagerar demais e ir para lá parecendo um “espelho” do entrevistador, pois algumas pessoas sentem-se incomodadas com isso.
Lembre-se que a despedida conta muito, então saiba ser cordial também no momento de ir embora.

4. Responda às perguntas de forma objetiva e clara
Se não compreendeu a pergunta, não tente enrolar: peça para o entrevistador explicar melhor sua pergunta. Tentar enrolar pode levá-lo a responder algo errado e, conseqüentemente, ser mal avaliado.
Na verdade, não se deve tentar enrolar em nenhuma das perguntas, buscando sempre ser objetivo e claro quanto às suas respostas: é você que tem que garantir que ele compreendeu suas respostas.
Evite piadas, mas se o entrevistador fizer alguma, seja cortês e dê um sorriso ou uma risada leve, nada muito exagerado.
Além disso, evite comentários sobre assuntos geralmente polêmicos e opiniões muito pessoais, como futebol, política, religião e mulheres (principalmente se houver uma mulher como entrevistadora ou na banca de avaliação!).

5. Outras considerações importantes
Não consuma álcool, cigarro ou outra coisa que possa deixar-lhe com um hálito que lhe cause uma má impressão. Preferivelmente, evite o consumo desde o dia anterior! Sim, você pode perder uma vaga pelo cheiro de cigarro, é preconceito, eu sei, mas fazer o quê?
Um hálito fresco e agradável não vai lhe dar o emprego, mas ajuda a manter a sua boa aparência.
Durma bem ao menos na noite anterior. Por experiência própria, sei que se trabalhamos muito e principalmente ocupando o turno da noite (eu já virei muitas noites trabalhando, ou dormi somente metade delas), sei que uma noite só de sono não é suficiente, mesmo que você durma 12 horas – não é a quantidade de horas dormidas, mas o total de horas dormidas e dias percorridos de forma normal que o nosso corpo leva em questão para saber se tudo está certo ou não, sendo assim prefira ao menos duas noites bem dormidas!
Evite olhar e muito menos perguntar sobre as coisas que estão na mesa do entrevistador. Isso é indelicado e você não quer perder sua vaga por bobagens, não?
E se você não conseguir pegar a vaga desta vez, não há problema: tente novamente em outro lugar, com o mesmo ou mais entusiasmo. Se houver outra oportunidade na mesma empresa, mesmo que seja o mesmo entrevistador/avaliador, vai lá e durante a entrevista, se eles perguntarem se já conhecia a empresa ou perceberem que você já fora avaliado em outra ocasião, comente que você já participara mesmo de outra oportunidade de emprego e que a recusa naquela ocasião ajudou-o a melhor avaliar o seu perfil e compreender algumas coisas que você precisava melhorar e que está lá, novamente, porque acredita que desta vez você possui algo novo e melhor a oferecer para a empresa. Viu só? Com “jeitinho”, podemos nos sair muito bem. 😉

Bem, para não encerrar assim, decidi sair “varrendo” pela web e pegar algumas das perguntas que andam fazendo por aí e comentar sobre elas aqui. :)
a) E se eu esquecer tudo e ficar nervoso?
Se isso acontecer, pare um pouco, respire fundo e pense com calma na hora de responder. Se você perceber que o entrevistador notou, comente que você está muito ansioso pela oportunidade de contribuir com aquela empresa (perceba que você diz “ansioso para contribuir com a empresa”, não que está “desesperado por um trabalho”!) e tente retomar o andamento. Se o entrevistador tiver acabado de fazer uma pergunta, você pode pedir a ele que repita a mesma, tomando assim mais um pouco de tempo para voltar ao normal. Se eles tiverem lhe servido um copo d’água (infelizmente, nem todas as entrevistas fazem isso), pergunte se pode tomar um gole para amenizar a ansiedade.
Importante: se perguntarem se prefere água gelada ou natural na hora de lhe servir, peça natural. Água gelada pode afetar sua garganta, deixando mais difícil falar, o que aumentará ainda mais o nervosismo.
E pratique muito a entrevista antes, com várias pessoas como “entrevistadoras”.
b) Fico nervoso e literalmente não sei onde colocar as mãos, o que eu faço?
Deixe-as repousadas sobre o seu colo. Jamais participe de uma entrevista de “braços cruzados”, causa a impressão de impaciência ou de desgosto. Se quiser, você pode (e até deve) gesticular um pouco, pois isso ajuda na transmissão de algumas idéias – sem contar que a expressão corporal é levada em consideração – , mas após terminar, novamente repouse-as sobre o seu colo. Se você estiver em uma poltrona ou cadeira com braços, pode apoiar o seu braço lá. Evite repousas suas mãos ou antebraços sobre a mesa do entrevistador, ele pode encarar como se você estivesse “invadindo seu espaço”, mesmo que inconscientemente.
c) Tenho um problema: quando nervoso, começo a gaguejar e haverá uma dinâmica de grupo, o que faço? Devo procurar ajuda médica?
Bem, preferencialmente, comunique esse fato ao entrevistador o quanto antes, a fim de que ele tente compreender a sua situação. Se possível, procure sim ajuda médica. Treine muito o que vai falar: como você mesmo sabe, o problema piora ou só aparece quando nervoso, então se você estiver bastante certo sobre como se portar em uma entrevista, fica mais fácil. No caso de dinâmicas de grupo, onde não há como se saber 100% do que ocorrerá, relaxe. Mantenha a calma, pense em como isso está contribuindo para a sua formação. Explore isso como experiência. Se perceber que está ficando nervoso e perdendo o controle, pare de falar, faça um gesto para que todos saibam que você ainda vai dizer algo, respire bem fundo (e um pouco mais lento, pois isso ajuda a acalmar) e tente falar mais devagar. Um bom entrevistador perceberá o quão difícil isso é para você e avaliará de forma positiva.
d) Se perguntarem: o quanto você quer receber? O que devo dizer?
Isto depende muito de sua experiência. Se você não possui experiência alguma no emprego, comente que por não ter experiência você não possui pretensão salarial alta e que prefere que eles avaliem, uma vez que eles possuem muito mais experiência nesse assunto (é, reconhecer a experiência deles ajuda a cativá-los :) ).
Se você já possui bastante experiência e está desempregado, cite um valor que você acha razoável (pelo desespero para conseguir um emprego, você pode ou até deve falar um valor mais baixo de qual seria o salário para um profissional com a sua competência) e deixe explícito que o valor e benefícios podem ser discutidos e revistos, uma vez que seu interesse mesmo está em conseguir a oportunidade de contribuir com a empresa, pois você enxerga nela um grande desafio.
Se você já possui bastante experiência e possui emprego no momento, você pode ser um pouco menos flexível, afinal, você já está empregado. Busque então uma oportunidade financeira melhor ou um ambiente de trabalho mais agradável. Às vezes preferimos abandonar uma proposta financeira muito boa para acatar outra onde o ambiente de trabalho é muito mais interessante!

Bem, por fim, vou deixar aqui o link para o ebook “Como realizar uma excelente entrevista de emprego” do Instituto Denver. Não, eu não li o mesmo, mas foi o único ebook gratuito disponível na Internet que encontrei e se você está procurando conseguir aquela vaga de emprego, “toda ajuda já é uma ajuda”, não é mesmo? 😉

Bem, agora só posso desejar-lhe boa sorte e, depois de sua entrevista, passe por aqui e diga como se saiu, ok? Até mais!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

8 comments

  1. […] de minha motivação para escrever esse texto (realmente, eu já tinha esquecido que no artigo O que fazer numa entrevista de emprego eu havia prometido um artigo sobre currículos, desculpem-me): 25 Erros fatais no […]

  2. marcelo pauleto says:

    no momento nao tive nenhuma entrevista ainda mais,pelo fato de le essa mensagem na web abriu minha cabeça ou seja irei expandir minhas ideia .abraços e otima semana

  3. admin says:

    Olá, Marcelo, fico feliz que tenha gostado do texto e manda brasa, aproveita que estamos iniciando um novo ano e você terá muitas oportunidades pela frente.

    Currículos, entrevistas e outras coisas são importantes, principalmente quando estamos iniciando. “Jogue o jogo” e você conseguirá muitas vitórias! 😉

    Abração e até breve!

  4. taylla says:

    Bom dia..
    tenho uma entrevista hoje, em uma grande empresa de onde eu moro, e uma vaga que desejo a algum tempo ja.
    Esta é a segunda entrevista, obrigada pelas informaçoes era exatamente o que eu precisava para me sentir mais segura.

    grata.

  5. admin says:

    Olá Taylla, tudo bem?

    Fico feliz que nosso artigo a tenha ajudado! É realmente muito bom para nós ouvirmos isso!

    E esperamos que nosso blog consiga atrair um pouquinho mais sua atenção e, quem sabe, aprendermos todos juntos mais e mais, afinal de contas, no mercado de trabalho, só os melhores se destacam, então precisamos ser sempre os melhores. 😉

  6. Renato says:

    Super interessantes estas dicas, me ajudaram a conseguir duas entrevistas de emprego, porém todas as duas no mesmo dia. Uma na parte da manhã e outra na parte da tarde. O que devo fazer para não me sair mal na entrevista da manhã, sendo que quero ouvir o que outra empresa irá me oferecer?

    Agradeço

  7. kelvyn says:

    Bom, gostei muito desse site e agradeço a vocÊs pelas dicas, Recebi uma convocação, e se possível vocês me enviarem mais dicas pro meu e-mail…
    vocês são exelentes…
    PArabéns…
    a e sim se possível manda algumas perguntas… Vocês chamaram a aminha atenção para esses detalhes, desde já agradeço…

  8. admin says:

    Olá Renato, olá Kelvyn!

    Sentimos muito por só agora estarmos vendo seus comentários e pedidos. Infelizmente, devido a isso, acredito que qualquer comentário agora já seja bastante tarde. :-(

    Entretanto, a dúvida dos senhores pode ser a dúvida de muitas outras pessoas, de tal forma que escreveremos e lançaremos um novo artigo, uma versão estendida, contendo mais dicas e informações úteis.

    O mesmo deverá ser publicado aqui em nosso blog até sexta-feira.

    Um abraço e até breve!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print