Tag Archive for educação financeira

Erros na gestão financeira mais cometidos aos 30 anos

O site Get Rich Slowly publicou um artigo interessante, sobre os erros que mais cometemos ao gerir nosso dinheiro na casa dos 30 anos. O artigo apresenta o ponto de vista de uma mulher casada que trabalha e é mãe de uma criança e apresenta suas reflexões a respeito do nosso perfil como consumidor que assumimos a partir dos 30 anos – principalmente quando já estamos casados e temos um ou mais filhos.


Um trecho interessante do artigo: Now that spring is here, I went shopping to look for new clothes for my daughter. After a while, my husband looked at all the stuff and asked me, “Don’t you think you’re going a little overboard here? Why so much stuff?” I started to justify why we needed each item. And after a bit, I realized I was actually repeating myself: “Well, this looks pretty. And this is very pretty.” I could see the look on my husband’s face. I just stopped. I had to admit that she only needed half of what I was going to purchase. She is a baby after all; she doesn’t care about being pretty, only about being comfortable. Uh-oh, I am making new money mistakes!


Tradução (minha): Agora que a primavera chegou, fui comprar roupas novas para minha filha. Depois de um tempo, meu marido olhou todas aquelas coisas e perguntou-me, “você não acha que exagerou um pouco? Por que tanta coisa?”. Eu comecei a justificar por que nós precisávamos de cada item. E depois de um tempo, percebi que eu estava na verdade repetindo: “Bem, isto parece bonito. E isso é muito bonito.”. Eu pude ver o olhar do meu marido e parei. Eu tinha que admitir que ela somente precisava de metade do que eu estava comprando. Ela é um bebê depois de tudo; ela não se importa se é bonito, apenas de é confortável. Oh, eu estou cometendo novos erros com o meu dinheiro!


Resumidamente, os erros que o artigo aponta são:


1. Comprar muito para seus filhos;


2. Não falar sobre finanças com seu marido/esposta;


3. Acumular débitos de compras;


4. Comprar uma casa ou carro mais caro do que precisa;


5. Manter um estilo de vida mais caro do que pode;


6. Não reavaliar periodicamente seus objetivos de aposentadoria;


7. Não prestar atenção no desempenho de seus investimentos;


8. Negligenciar ou por muita importância na educação de seus filhos;


9. Voltar à faculdade por uma razão errada;


10. Não diversificar seu rendimento.


Se gostou do que leu aqui (e sabe ler inglês), não deixe de ler o artigo original.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Buscando uma melhor educação para ganhar dinheiro?


Nos dias de hoje, onde há tantas coisas com que precisamos nos preocupar e a vida se torna cada vez mais cara, uma nova forma de educação está cada vez mais sendo considerada indispensável por especialistas em consultoria financeira: a educação financeira.

Neste artigo, iremos apresentar-lhe alguns conceitos básicos em torno da educação financeira bem como dicas e passos para pô-la em prática. Pronto para a nossa “aventura educacional” e assim desenvolver seu potencial por meio da educação para ganhar dinheiro? Então vamos!

Educação Financeira

O conceito mais aceito e simplificado de educação financeira hoje em dia é o que está divulgado na Wikipédia; E para que os nossos leitores entendam perfeitamente o conceito, modificamos um pouco a definição para uma linguagem mais simples e direta. Mas, infelizmente, não há na página brasileira da Wikipédia a definição desse termo, o que mostra certo desleixo sobre um assunto de tanta importância.

Por isso, vamos utilizar a definição do termo da versão em inglês do site, que é bastante completa. Na nossa língua, a definição é a seguinte: Educação financeira é a capacidade individual de saber lidar com finanças e temas relacionados à organização de gastos e dinheiro. Explicando de forma mais direta, é a capacidade pessoal de cada um de administrar corretamente seu dinheiro.

Deixando claro que a educação financeira não é a facilidade de conseguir ganhar dinheiro e nem de evitar os gastos, ela é relacionada com a gestão do dinheiro. É um conceito mais voltado para a gestão do dinheiro, pensando no presente e visando o futuro.

Trata-se de um assunto tão relevante, que é um dos mais importantes para os países desenvolvidos. Exatamente pela sua importância, este assunto vem se tornando também muito mais discutido no Brasil e em vários outros países em desenvolvimento. Porém, o assunto ainda não é discutido com a devida importância no nosso país.

Educação financeira é como parar de gastar dinheiro ou como saber ganhá-lo? Não se trata de nenhum dos dois. Se você entender e aplicar o conceito de educação financeira em sua vida, com toda certeza sua realidade financeira irá mudar bastante.

Infelizmente nem sempre ganhar muito e gastar pouco é a solução para uma vida financeira saudável. Os dois conceitos podem lhe prejudicar bastante, fique atento!

Veja por exemplo a pessoa que não gasta dinheiro nem com um tratamento médico. Sua saúde vai piorar e o gasto será maior depois. É o caso também dos executivos que trabalham demais, ganham muito bem, mas não aproveitam as melhores coisas da vida, apesar de terem dinheiro.

Nesses casos percebemos os prejuízos da falta de uma boa gestão. Essas são situações corriqueiras, nem sempre levadas à sério pelas pessoas. Preste atenção:

  • Se você for demitido e ficar um bom tempo sem trabalhar, como vai ficar a sua situação e de sua família?
  • Se o seu filho quiser um brinquedo que você não possa comprar, como é a sua reação?
  • Como você faz para conseguir uma renda complementar? E como faz para ter mais dinheiro?
  • Já pensou em ver qual é seu patrimônio líquido disponível?
  • Se você ficasse milionário, como investiria esse dinheiro?

E pense em quem é a raiz da maioria dos problemas: É o dinheiro ou a falta de gerenciamento dele? Segundo Harv Eker em Os Segredos da Mente Milionária: O maior problema não é a falta do dinheiro, mas sim a sua má administração! Ele fez esse comentário como uma crítica às pessoas que diziam que não precisavam se preocupar com assuntos que tem a ver com dinheiro, já que eles não o têm mesmo. O pensamento dessas pessoas é que só devem se preocupar em como administrar o dinheiro quando realmente tiverem muito.

Até pessoas endinheiradas podem perder tudo se não investirem em uma boa educação financeira. E felizmente, o contrário também é verdadeiro: Mesmo quem não tem muito dinheiro, pode conseguir concretizar muitas coisas, se tiver uma boa gestão financeira.

Em resumo…

  • O dinheiro não é uma coisa má e serve para facilitar a vida das pessoas, é isso que devemos ter em mente;
  • As pessoas precisam entender que a falta de dinheiro não é realmente o problema, mas sim a administração problemática dele;
  • Ter uma boa administração financeira é uma coisa importantíssima para qualquer pessoa, seja ela rica ou pobre.

Estas são as idéias principais que queremos passar para os nossos leitores. Com uma boa gestão financeira, com toda certeza você poderá rever todos os conceitos com relação ao dinheiro.

Em outra oportunidade, falaremos sobre Educação Financeira Infantil, isto é, como lidar com um conceito tão importante na educação das nossas crianças.

E talvez muitos de vocês já saibam, mas uma excelente forma de “ganhar dinheiro” é evitando desperdiçá-lo com despesas desnecessárias. Ou, como costumo dizer: “prefiro um real a mais a um real a menos!”. Sendo assim, vamos falar sobre a importância de desenvolver bons hábitos de economia doméstica.

Economia doméstica

Economia doméstica é algo tão importante que é incrível que, ainda hoje, as escolas não ensinem isso aos seus alunos! Talvez seja por isso que os mesmos, mais tarde quando formam suas famílias, passam por problemas: não sabem como melhor manter o orçamento de casa a fim de não extrapolar aquilo que ganham.

Infelizmente, a maior parte das famílias brasileiras gere sua economia doméstica de forma não muito interessante. Podemos começar, por exemplo, citando o desperdício. Desperdício de água, de energia elétrica, de alimentos, etc. Muitas coisas acabamos por desperdiçar no nosso dia-a-dia, sem perceber que, além do impacto social, há também um grande impacto financeiro. Sim, nosso bolso é o primeiro lugar que sofre devido a tanto desperdício de recursos que custam bastante.

Além da contenção do desperdício, podemos enumerar como regra na economia doméstica também a adoção de melhores práticas que visem utilizar-se melhor dos recursos financeiros disponíveis. Por exemplo, ao ir às compras, podemos escolher um produto mais barato, mesmo não sendo de nossa marca favorita, desde que o mesmo atenda nossas necessidades mais importantes e apresente um preço menor.

E por fim, podemos unir aqui também a importância de um bom planejamento. A família está decidida a fazer uma viagem daqui a seis meses? Que tal efetuar um planejamento para calcular quanto de dinheiro precisarão e como podem economizar mensalmente a fim de acumular o mesmo? Não será possível pagar tudo só com as economias? Que tal, então, analisar os melhores tipos de créditos e empréstimos a fim de escolher aquele que pode melhor complementar com as menores taxas de juros possíveis?

Contenção de desperdício, adoção de melhores práticas e um bom planejamento são, com certeza, as três principais chaves para uma boa economia doméstica, que poderá ajudá-lo não somente a abandonar as dívidas, mas também a oferecer uma melhor qualidade de vida a toda a sua família!

Bem, por último, mas não menos importante, quero apresentar-lhe cinco passos que você deve seguir em sua jornada rumo ao sucesso financeiro…

Enriqueça em cinco passos

Quem é que não quer ser rico – mas como? Quis saber como conseguir mas só arrumou frustração? Quer aprender finalmente como enriquecer? Então leia este post com muita atenção, pois daremos aqui toques e conselhos de educação financeira, essenciais para quem quer ficar rico.

Este post é uma compilação bem estudada do artigo “Dez dicas sobre como ficar rico“, um dos mais conhecidos e acessados do site Clube do Dinheiro. Nosso post é uma pequena síntese do anterior, considerando apenas os cinco passos mais relevantes para que você possa ir em busca do seu objetivo de ficar rico.

Conseguir ficar rico não é uma tarefa das mais fáceis, por isso vamos lhe dar uma orientação para que você possa começar a modificar sua vida para melhor e alcançar o seu objetivo.

Então, vamos lhe mostrar o que você precisa saber para colocar em ordem sua vida financeira, se organizar e ir em busca da riqueza.

Passo 1 – Avalie como está a sua situação econômica atualmente, de maneira realista

Esse passo é primordial, já que você deve conhecer a fundo a sua vida financeira, quais são os problemas econômicos que mais lhe afligem, para depois ir atrás das resoluções. E evite jogar a culpa dos seus problemas de dinheiro nos outros, quando o responsável na realidade é você. Você faz o possível para conseguir enriquecer ou é como a maioria das pessoas, que só reclama? Se quer realmente ficar rico, você deve correr atrás disso, como um objetivo de vida.
Reclamar de tudo nessas horas é a solução mais simples, mas não vai resolver nada se a reclamação não vier com uma ação de sua parte.

Pensando bem, o que você pode fazer efetivamente para melhorar a sua situação? Você já parou para pensar o porque de muitas pessoas terem uma vida financeira satisfatória, mesmo com os altos juros e problemas da economia atual? O que é necessário para melhorar a sua situação? Ao fazer essas perguntas para si, você mesmo vai concluir que precisa ter uma mudança de atitude frente a vida para alcançar seu objetivo.

Passo 2 – Tenha firmeza em seu objetivo

Se você quer de fato enriquecer, precisa se firmar no seu objetivo, apesar das adversidades da vida; Você deve manter o seu foco, mesmo que passe por algum problema ou esteja rodeado de gente que não dá crédito ao seu objetivo, por considerá-lo impossível.

Por isso, nunca perca o foco no seu objetivo.

Passo 3 – Jamais faça dívidas demais

Atualmente, contamos com tanta variedade de crédito, seja cheque, empréstimos ou financiamentos, as pessoas conseguem dinheiro facilmente. O porém é que todas essas opções disponíveis estão fazendo com que as pessoas fiquem endividadas, especialmente quando não planejam os seus gastos.

Se você tem o hábito de pagar seu cartão de crédito em dia e não faz empréstimos de valor alto, já vai sobrar um pouco no final do mês, por isso é importante evitar o endividamento excessivo. É importantíssimo que você tenha organização com as suas contas e jamais deixe que elas se acumulem, para não pagar juros excessivos.

Passo 4 – Consiga outra fonte de renda

Ainda que tenha um emprego ou estágio, é importante que você busque outra fonte de renda. Diversas pessoas que já tem seu emprego garantido vão em busca de outras fontes de renda, para complementar seu salário.

Várias delas trabalham em dois ou três empregos para conseguir complementar a sua renda.

Então, quanto mais você trabalha, maior será o complemento de sua renda.

Passo 5 – Tenha menos gastos

Com certeza é o passo mais difícil, pois nem todo mundo consegue se organizar e gastar menos.  Então você deve estar aí se peguntando como conseguir fazer isso. Então, se você quer ganhar mais, gaste somente o necessário.  E tenha também organização detalhada de suas contas, seus gastos e de seu salário.

Agora é com você: hora de pôr em prática tudo o que foi discutido aqui e mudar de vez a sua vida, afinal de contas, mesmo sendo este um artigo relativamente curto para um assunto tão extenso, ele já traduz um pouco do melhor para uma educação para ganhar dinheiro e também geri-lo melhor!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS